A  mamoplastia de aumento (silicone)   é uma das cirurgias estéticas mais realizadas no mundo e corresponde a 23% das cirurgias realizadas aqui na  Tempo Cirurgia Plástica, em BH. Tendo como foco principal o aumento da autoestima e da qualidade de vida das pacientes, é extremamente importante a obtenção de elevada satisfação, especialmente no que diz respeito ao volume do implante de silicone escolhido.

As informações a seguir são baseadas em um estudo1 realizado na Austrália e publicado na revista científica Aesthetic Plastic Surgery, em setembro de 2013.

Antes de uma  mamoplastia de aumento, os cirurgiões avaliam inúmeros fatores, como a forma dos seios, a qualidade da pele, a largura do tórax e a idade do paciente, além da proporção das mamas com o restante do corpo.

Já as pacientes tendem a focar a sua escolha somente no volume da prótese de silicone e se esquecem de que um mesmo implante promove resultados diferentes em pacientes distintas. Assim, o ideal é que a paciente seja preparada para a cirurgia com orientações e que, junto ao cirurgião, faça simulações do aumento mamário, com testes realizados com moldes posicionados abaixo do sutiã.

De forma geral as candidatas à mamoplastia de aumento dividem-se em 3 grupos:

1 – 79% buscam um aumento natural.

2 – 18,2% desejam um aumento maior, com uma aparência levemente artificial.

3 – 2,8% discreto, pouco perceptível.

No estudo, 19,4% das pacientes desejavam implantes maiores após 12 semanas de observação pós-operatória, 3,7% desejavam ter optado por implantes menores e 76,9% estavam satisfeitas com o volume das mamas. Esses valores se repetem em outros estudos que usaram modelos diferentes de seleção pré-operatória do volume do silicone.

As pacientes menos satisfeitas foram aqueles que buscavam um aumento levemente artificial nas avaliações pré-operatórias, o que pode orientar o cirurgião a optar por volumes maiores nesse grupo de pacientes. O estudo sugere, também, que a conduta do tipo “quem sabe é o doutor” e que não envolve o paciente na escolha do implante, tem maior incidência de insatisfação.

E-book O Guia das cirurgias das mamas

É importante destacar que a escolha do implante mamário  nas  mamoplastias de aumento  é totalmente diferente daquela feita nas   mastopexias. Nesse último caso,   como exposto em artigo prévio publicado neste blog, a escolha se volta principalmente sob a responsabilidade do cirurgião, que deve garantir uma sutura sem tensão após a retirada de pele necessária para elevar as mamas.

A equipe da Tempo Cirurgia Plástica    procura se manter atualizada e oferecer o que há de mais moderno e seguro para suas pacientes, buscando resultados naturais que tenham impacto positivo na qualidade de vida e na autoestima das pessoas.

Referências:

1 - Patient Expectations After Breast Augmentation: The Imperative to Audit Your Sizing System - Tim Brown. Aesth Plast Surg (2013) 37:1134–1139