Verão, sol, piscina, mar: a temporada é ideal para alcançar aquele bronzeamento perfeito. Mas como alcançar a cor dourada sem ficar com o terrível aspecto de vermelhidão na pele e ainda sem prejudicar a saúde? Acompanhe as nossas dicas de hoje e saiba como ganhar uma corzinha para o verão.

As altas temperaturas estão aí e parecem que não vão embora tão cedo. Para quem deseja colocar o bronzeado em dia, é preciso ter cuidado: a longa exposição ao sol e o uso de produtos para dar pigmentação à pele podem ser perigosos, além de provocar reações alérgicas.

Antes do bronzeamento é preciso saber de dois raios emitidos pelo sol que são prejudiciais para a saúde da pele: o UVA e o UVB. Os raios UVA são responsáveis pelo bronzeamento, mas também pelo surgimento de manchas. Já o UVB ajuda na produção de vitamina D, mas também provoca queimaduras e o temido aspecto de vermelhidão, além de aumentar o risco de câncer de pele. Então, para ficar com uma cor saudável, é preciso fugir dos horários em que esses raios são emitidos com mais intensidade e ficar exposta ao sol somente antes das 10h e depois das 15h.

Apesar de parecer contraditório, o uso do filtro solar é indispensável para proteger a pele também no bronzeamento. Mesmo os fatores mais altos não bloqueiam totalmente os raios UVA que promovem a cor. Os que possuem a função hidratante ainda evitam o ressecamento e previnem o descascamento. Além de aplicar a loção 30 minutos antes da exposição, reaplique o filtro a cada 1 hora.

Já os produtos que prometem acelerar o bronzeamento, principalmente os caseiros, precisam de atenção. Óleos como o de urucum, avião, amêndoa doce e até os feitos com as folhas de figo podem causar manchas e queimaduras. Antes de usar qualquer produto, converse com um dermatologista.

Gostou das dicas? Leia mais sobre beleza clicando aqui. Além de procedimentos como cirurgias de mama e cirurgias do contorno corporal, a Tempo Cirurgia Plástica tem uma novidade: um centro de estética em BH. Agende uma visita!