À medida que o tempo passa, é necessário tomar mais cuidados com a saúde. Confira alguns exames necessários para sempre acompanhar de perto o que acontece com o seu corpo.

O ciclo de vida da mulher é repleto de transformações em seu corpo e metabolismo. Monitorar tais mudanças por meio de exames é fundamental para acompanhar, prevenir, diagnosticar precocemente e, quando necessário, também tratar da maneira correta enfermidades ao longo dos anos.

A periodicidade de tais exames é igualmente fundamental, ainda que a mulher não tenha identificado nenhum sintoma incomum. Isso porque, muitas vezes, resultados normais não são sinônimos, necessariamente, de saúde. É a comparação com exames anteriores, realizados sempre no mesmo intervalo de tempo, que permitirão enquadrar os resultados aos hábitos de vida da paciente, idade, situação hormonal e condições de fundo emocional.

De maneira geral, salvo qualquer condição médica especial, os exames periódicos obrigatórios variam de acordo com a idade e com a data de início da vida sexual da mulher. São eles:

A partir dos 18 anos

Papanicolau (colpocitologia oncótica): exame preventivo que permite o diagnóstico precoce do câncer de colo de útero. Deve ser realizado anualmente a partir dos 18 anos ou após o início da vida sexual. Periodicidade anual.

Colpocospia: exame complementar ao papanicolau. Por meio de uma lente de aumento, é possível avaliar o colo do útero em busca de lesões que não podem ser vistas a olho nu. Periodicidade anual.

Exames

Ultrassonografia transvaginal: auxilia no rastreamento do câncer de ovário e no diagnóstico de miomas e cisto ovariano. O indicado é realizá-lo todo ano, junto com o papanicolau.

Ultrassom das mamas: em mulheres mais jovens, o exame serve para avaliar inicialmente a região, substituindo assim a necessidade da mamografia. Periodicidade anual.

A partir dos 35 anos

Mamografia: exame essencial para prevenir o câncer de mama. A partir dos 35 anos, deve ser incluído no calendário de exames anuais.

post3-blog-interna-35-anos

A partir dos 45 anos

Dosagem hormonal: fundamental para as mulheres em fase pré-menopausa. Entre os principais hormônios dosados estão LH, FSH, progesterona, testosterona, estrógenos, prolactina e DHEA. O exame é feito a partir da coleta de uma amostra de sangue e deve ser repetido anualmente.

Dosagem de vitamina D: atua diretamente na prevenção e tratamento de osteopenia e osteoporose. Além disso, estudos vêm associando o défice de vitamina C ao aumento da incidência de diabetes tipo 2, problemas cognitivos e doenças cardiovasculares. A dosagem é feita por amostra de sangue e deve ser medida no mínimo anualmente a partir da pré-menopausa.

post3-blog-interna-45-anos

A partir dos 60 anos

Densitometria óssea: o exame avalia a densidade óssea e aponta riscos de fraturas. Periodicidade anual.

post3-blog-interna-60-anos

Além dos exames específicos anteriormente citados, o check-up anual de toda mulher, independentemente da idade, deve incluir também um hemograma completo.

Por fim, reforçamos que a prevenção deve ser parte essencial da rotina de qualquer mulher. Estar em dia com os seus exames ajudará ainda a acelerar os procedimentos pré-operatórios de cirurgias plásticas como abdominoplastia, mama ou pálpebra, uma vez que o cirurgião terá à sua disposição um histórico detalhado e consistente do bem-estar e da saúde da paciente.

Se o seu objetivo for conquistar a melhora da sua autoestima e qualidade de vida, a Tempo Cirurgia Plástica está pronta para te atender. Clique aqui, conheça a clínica e marque uma consulta.