No último século, nossa alimentação passou por grandes alterações. A mais radical delas foi a introdução de produtos processados industrialmente no lugar de refeições feitas de forma caseira. Graças a essa mudança de hábito, ocorreu um aumento na ocorrência de doenças crônicas relacionadas à alimentação – e, hoje, praticamente metade da população brasileira está acima do peso.

Além disso, na nossa dieta básica atual faltam nutrientes e fibras essenciais para o bom funcionamento do corpo humano – que auxiliam na proteção contra doenças crônicas, melhoram a digestão e a performance física. Porém, esta é uma questão relativamente fácil de se resolver: basta substituir alimentos processados por produtos mais naturais. Frutas, vegetais e produtos integrais são ótimos aliados.

Procure sempre acrescentar alimentos que contenham os seguintes nutrientes:

1) Potássio

Não sobrevivemos sem potássio – literalmente. Responsável por manter nossos corações batendo, o potássio está relacionado à diminuição da pressão sanguínea e do risco de osteoporose, diabetes e doenças cardíacas. Além disso, é um nutriente importante para o sistema nervoso e para o funcionamento dos músculos. O consumo inadequado de potássio pode causar constipação, cãibras e fatiga. Alimentos como banana, espinafre e batata são ricos em potássio.

2) Fibras

Fibras são carboidratos não-digeríveis que promovem uma digestão melhor, evitando constipação e reduzindo níveis de colesterol. O consumo de fibras solúveis – encontradas em alguns cereais e frutas – protege as artérias e pode reduzir o risco de derrame e diabetes. Fibras insolúveis (vegetais, legumes, arroz integral)  por sua vez, são recomendadas no tratamento de problemas digestivos.

3) Cálcio

Embora seja essencial para o nosso corpo, não produzimos cálcio naturalmente e precisamos adquiri-lo inteiramente atráves da alimentação – o que significa que precisamos prestar ainda mais atenção para incluí-lo na dieta. Encontrado principalmente em produtos laticínios, mas também em diversos vegetais, o cálcio é responsável pela manutenção de ossos saudáveis e auxilia no funcionamento do sistema nervoso.

4) Vitamina D

A vitamina D anda de mãos dadas com o cálcio. Além de ser produzida naturalmente pelo nosso corpo – com a ajuda da luz do sol – a vitamina D é encontrada em produtos laticínios e ajuda a manter saudáveis os níveis de cálcio no organismo. Além disso, diminui o risco de doenças cardiovasculares, inflamações e risco de fraturas. Leite, atum e frutas podem suprir a necessidade diária de vitamina D.

5) Ferro

O ferro está envolvido em basicamente todos os processos do corpo humano – de transporte de oxigênio a formação dos músculos. A falta de ferro na dieta pode causar anemia, perda de memória e de músculos e problemas para regular a temperatura corporal. Mulheres de 18 a 50 anos requerem mais ferro do que outras pessoas, por isso têm mais chances de apresentar deficiência do nutriente e precisam ter atenção redobrada. Carne e diversos vegetais de cor escura são ótimas fontes de ferro.