A flacidez da pele é um dos grandes obstáculos para quem deseja preservar o aspecto jovem da face. Essa flacidez é causada pela perda gradativa das fibras de colágeno, que têm o papel de dar sustentação para a pele.

A perda de colágeno é uma consequência comum do envelhecimento, mas alguns hábitos podem acelerar esse processo, como a falta de hidratação e a exposição excessiva ao sol sem proteção. Sem as fibras de colágeno, a pele fica flácida e sem sustentação. Isso acontece por todo o corpo, sendo que em algumas áreas, como o rosto, braços, glúteos e abdômen, a flacidez se torna mais evidente.

Como prevenir a flacidez?

A flacidez pode ser prevenida ou adiada através da combinação de hábitos saudáveis: ter uma alimentação balanceada, boa hidratação corporal e da pele, proteção solar diária e exercícios físicos são poderosas armas. Esses hábitos saudáveis podem ser aliados a alguns tratamentos estéticos não só para a prevenção, mas também para o tratamento da flacidez já existente.

A carboxiterapia como aliada no combate à flacidez

A carboxiterapia é uma técnica reconhecida e comprovada cientificamente, eficaz e de rápida execução. Nela, há a infusão de gás carbônico medicinal por meio de um aparelho específico e com a utilização de uma agulha. O gás atua principalmente nos vasos da pele, melhorando a circulação local, a oxigenação e estimulando a produção de colágeno.

O tratamento estético é um excelente complemento aos hábitos saudáveis que já falamos anteriormente. A carboxiterapia melhora a flacidez da pele, auxilia no rejuvenescimento facial e não tem nenhum efeito colateral. O aumento da produção de colágeno é o responsável pela melhora da aparência da pele, dando a ela um aspecto mais jovial.

Os resultados aparecem progressivamente e tendem a melhorar, na medida em que as sessões são repetidas.

Na Tempo Cirurgia Plástica, a carboxiterapia pode ser feita no nosso Centro de Estética. Marque o seu horário enviando uma mensagem pelo WhatsApp (31) 99968-6444 ou ligando para o telefone (31) 3261-0055. Esperamos por você!

Texto por Dra. Fernanda Rocha