No texto anterior, demos um panorama dos benefícios da drenagem linfática após uma cirurgia. Além de auxiliar a circulação e a liberação de líquidos retidos indesejavelmente, a drenagem reduz as dores nas regiões operadas e amplifica o sucesso da cirurgia. Vale lembrar que a drenagem é um procedimento simples, nada complexo como uma cirurgia, mas que demonstra um intenso cuidado da paciente com o próprio corpo e a própria saúde.

Falemos agora sobre os inchaços e hematomas, que são absolutamente normais e naturais após procedimentos cirúrgicos mais complexos, como a lipo e a abdominoplastia. Executada por um fisioterapeuta, a técnica de massagem da drenagem ativa a circulação e evita acúmulos de tecidos internos na região abdominal, que causam inchaço e hematomas.

É importante ressaltar que a estimulação da circulação através da drenagem é feita em diversas partes do corpo. No entanto, na região operada, a técnica é feita mais suavemente e por mais tempo, atacando diretamente qualquer processo inflamatório. A duração da sessão e a quantidade de sessões de drenagem variam de acordo com a necessidade e a sensibilidade da paciente ao toque. Afinal, estamos falando de uma técnica de massagem.

No próximo post, falaremos um pouco sobre o número de sessões ideais para que o resultado apareça. Não perca!

Por Dra. Fernanda Rocha