A síndrome das unhas frágeis é caracterizada por alterações na consistência da unha e também no seu aspecto, sendo mais comum em mulheres, que apresentam os seguintes sintomas:

- Fendas ou sulcos nas unhas;

- Descamação ou separação em lascas da borda distal da unha;

- Unhas ásperas ou desgastadas.

As principais causas das unhas frágeis são as agressões externas. Traumas desenvolvidos no dia a dia com a digitação e atividades domésticas ou até mesmo o contato frequente com a água, sabonetes e detergentes são os exemplos mais comuns.

Causas das unhas frágeis

 

As atividades cotidianas acabam fragilizando principalmente os três primeiros dedos da mão dominante por serem esses os mais utilizados.  A unha fica mais ressecada e o uso de removedores de esmalte à base de acetona podem piorar o quadro.
Menos frequente, esse problema pode ser ocasionado por doenças sistêmicas, como alterações da tireoide, anemia, redução do ferro sérico, deficiência de vitaminas e doenças vasculares periféricas.

É importante a avaliação do dermatologista para diferenciação das diversas doenças que podem acometer as unhas.  Em alguns casos, é necessário a realização de exames  complementares e o tratamento indicado deve ser individualizado para cada paciente. Outro ponto é que as unhas demoram entre cinco e seis meses para completa regeneração. Então, na maioria das vezes, a resposta ao tratamento é a longo prazo.