O colágeno é uma proteína estrutural importante presente na nossa pele. Ele é sintetizado por uma célula chamada de fibroblasto. O colágeno tem forma alongada, comprida, e está presente abundantemente na derme, camada da pele rica não somente em fibras colágenas como também em mucopolissacarídeos, fibras elásticas e reticulares. Essa camada é um verdadeiro gel, e esses componentes conferem firmeza e sustentação à nossa pele. À medida que envelhecemos, há a diminuição desses componentes estruturais, o que leva à perda de firmeza e rugas.

O uso de colágeno nos últimos anos, por pessoas que buscam melhorar a flacidez e a firmeza da pele, tem aumentado. Realmente vários estudos mostram benefícios na melhora da densidade da pele, nas linhas finas, na textura e até mesmo na melhora da aparência da celulite. Biópsias de pele antes e após o uso de colágeno mostram o aumento de colágeno e de fibras elásticas da derme.

Sim, o colágeno tem efeitos positivos na densidade, firmeza e aspecto da pele. Porém, é preciso ser seletivo para escolher um colágeno de boa qualidade (hidrolisado ou na forma de peptídeos), na quantidade correta (10 a 12 g por dia) e por um período prolongado (pelo menos 12 semanas). Os efeitos são mantidos com o uso contínuo e parecem perdurar até 4 semanas após a interrupção.

Aqui vai uma dica importante: o colágeno não faz milagre sozinho. Ele pode ser um complemento de grande valia quando associado a outros tratamentos dermatológicos para a melhoria da flacidez, das rugas e da textura da pele. Porém, é o seu estilo de vida que vai ser o fator mais impactante na qualidade da sua pele.

Não fume, não exagere no sol e use protetor solar regularmente.