A cirurgia das mamas está entre os procedimentos estéticos mais desejados pelas mulheres. Como em qualquer outro tipo de cirurgia, é normal que, durante o processo de planejamento, as dúvidas apareçam. Aliado a isso, somamos o alto volume de informações disponíveis hoje em dia, mas que, quando não direcionadas, podem causar certa insegurança nas candidatas ao procedimento.

O Dr. Thiago Degani, especialista em técnicas de mamoplastia de aumento (silicone), mamoplastia redutora e outras cirurgias do contorno do corpo, explica que as cirurgias da mama podem ser divididas em dois grupos, para facilitar a compreensão.

No primeiro grupo, reunimos as mamoplastias de aumento. Aqui se enquadram, normalmente, pacientes com mamas pequenas e que precisam de próteses maiores em relação ao outro grupo. No segundo grupo, reunimos a mastopexia (com ou sem prótese) e as mamoplastias redutoras.

Leia também: Mamas flácidas – qual cirurgia é indicada?

As diferenças entre os grupos vão desde o volume dos implantes mamários, tempo de cirurgia e recuperação pós-operatória até o estilo da cicatriz, entre outras características.

Quer entender melhor? Assista agora ao vídeo do Dr. Thiago Degani e veja as principais diferenças entre os tipos de cirurgia das mamas. Entender em qual grupo você está é essencial para planejar o procedimento com mais clareza junto com o seu médico!

Dúvidas sobre cirurgia das mamas? Converse conosco! Agende sua avaliação pelo WhatsApp (31) 99968-6444 ou ligue (31) 3658-6444.