Os retinoides tópicos são compostos químicos que agem como receptores na pele, estimulando a renovação celular, reduzindo a produção de sebo (oleosidade) e ajudando a inibir a formação de comedões (cravos).

Entre os retinoides tópicos (uso na pele) mais utilizados em procedimentos estéticos, podemos citar o ácido retinoico, um derivado da vitamina “A” também conhecido como tretinoína. Desde a década de 1960, o ácido retinoico vem sendo utilizado em distúrbios de queratinização (alteração na superfície da pele) e no tratamento da acne.

Nos últimos tempos, a substância passou a ser usada como aliada também no tratamento do fotoenvelhecimento e no rejuvenescimento. Ela é utilizada em forma de cremes, géis e também como peeling químico, que é aplicado pelo médico em consultório dermatológico.

Veja também: Com qual idade devo começar a fazer botox?

O composto promove uma descamação superficial da pele, possui ação esfoliante e estimula a síntese do colágeno. Devido à capacidade de acelerar o processo de renovação celular, os retinoides tópicos também são utilizados no tratamento de estrias e até melasma.

Benefícios e aplicações do ácido retinoico:

-Estímulo à produção de um novo colágeno na pele;
- Melhora de rugas finas;
- Melhora da acne – normaliza a queratinização e impede o entupimento dentro dos poros, evitando o aparecimento de novas lesões de acne;
- Não cura completamente o excesso de oleosidade da pele, mas ameniza o problema com uma ação bem duradoura;
- Melhora no aspecto de cicatrizes e estrias, principalmente as recentes (vermelhas);
- Coadjuvante no tratamento de manchas, sardas e irregularidades na textura da pele;
- Redução da aspereza da pele.

Peelings químicos com ácido retinoico

Os retinoides tópicos em forma de peelings químicos são indicados no tratamento de manchas, como o melasma. Como os peelings têm uma concentração muito maior do produto, entre 5% e 10%, é possível acelerar e potencializar os resultados.

Os peelings seriados são um ótimo procedimento durante o período de inverno, já que a exposição solar é contraindicada durante o tratamento. Em geral, é feita uma aplicação semanal, durante cinco semanas, com aumento progressivo da concentração, a cada semana.

Cuidados antes de usar retinoides tópicos

Em primeiro lugar, o ácido retinoico só deve ser utilizado com a prescrição médica, pois apenas um profissional saberá indicar a concentração ideal do produto, de acordo com o seu problema e tipo de pele.

Quem faz uso de retinoides tópicos também deve fugir do sol! A exposição sem proteção adequada pode causar forte irritação na pele, além de vermelhidão, descamação e até mesmo manchas. Os retinoides tópicos nunca devem ser usados sobre a pele inflamada ou queimada de sol.

Leia também: Cuidados essenciais com a pele sensível durante o inverno.

Essa também é uma substância totalmente proibida durante a gestação, mas pode ser utilizada sob orientação médica e com cautela durante a amamentação.

No primeiro mês de tratamento, já é possível perceber os resultados. Duas semanas após o início do procedimento, já se percebe uma melhora nas rugas finas. Nos casos das manchas, pode levar um pouco mais de tempo, mas em torno de 45 dias o clareamento da pele já é perceptível.

Quer agendar uma avaliação dermatológica ou esclarecer outras dúvidas sobre o assunto? Entre em contato conosco pelo WhatsApp (31) 99968-6444.

Veja outras dicas sobre tratamentos estéticos em nosso blog e nos siga também nas redes sociais: grupo no FacebookInstagram e YouTube.