(31) 3658-6444(31) 99968-6444

Abdominoplastia  Cirurgia do abdômen

É um procedimento cirúrgico que tem como objetivo tratar a flacidez de pele, o excesso de gordura e a diastase (separação) dos músculos retos abdominais. Esta operação é frequentemente associada à Lipoaspiração e Lipoescultura.  

Este procedimento é indicado para pacientes que apresentam flacidez de pele e diastase dos músculos do abdome, quadro comumente observado após a gestação. 

A cirurgia do abdômen visa melhorar a estética de uma região muito valorizada pelas mulheres, apesar de ser um procedimento também procurado pelos homens. Essa cirurgia é ideal para casos de excesso de pele acima e/ou abaixo do umbigo e também para a correção de posicionamentos musculares, alteração frequente após a gravidez. No caso de excesso de gordura localizada no abdômen, o procedimento ideal é uma lipoaspiração, mas ela pode ser combinada com a abdominoplastia.

Normalmente, quando o abdômen tem excedente de pele, a retirada gera uma cicatriz que normalmente é grande, transversal e baixa, tornando fácil escondê-la inclusive abaixo de biquínis. A cirurgia do abdômen tem objetivos estéticos, mas não deixa a barriga “sarada”. Esse efeito será obtido trabalhando a musculatura abdominal após a cirurgia.

Arquivos

Clique nos documentos abaixo para fazer o download.

Pré-operatório

Pós-operatório

Perguntas frequentes

  • A lipo reduz a flacidez?

  • Não. Na verdade a Lipoaspiração pode aumentar a flacidez da pele. Pacientes com flacidez abdominal devem ser avaliadas quanto à indicação de se submeterem à Abdominoplastia. 

  • Minha amiga fez uma “Hidrolipo”. É melhor?

  • Do ponto de vista técnico todas as lipoaspirações são “hidrolipos”, uma vez que se injeta uma solução hídrica na área a ser tratada a fim de reduzir o sangramento durante o procedimento. O que varia em cada caso é o tamanho da operação e o tipo de anestesia, que pode ser local, peridural ou geral.

  • A abdominoplastia pode retirar estrias?

  • Sim. As estrias localizadas entre os pelos pubianos e o umbigo podem ser retiradas na abdominoplastia.

  • O que é lipo a laser?

  • A lipo a laser é realizada utilizando-se uma cânula convencional de lipo associada a uma sonda de fibra ótica que emite laser em sua extremidade. Nesse caso o laser aquece a água presente nos tecidos e ajuda a dissolver mais facilmente a gordura a ser aspirada. Aparentemente a lipo a laser provoca menos flacidez de pele após a cirurgia. A equipe Tempo Cirurgia Plástica realiza lipo a laser preferencialmente em áreas de maior risco de flacidez como face interna das coxas, braços e abdômen. Na maioria dos casos de muita flacidez e estrias, indicamos, após os devidos exames, a abdominoplastia (plástica da barriga), cirurgia que também é frequentemente observada em pacientes que já tiveram filhos.

  • Fiz uma lipo. Quanto tempo dura o inchaço?

  • A região operada só vai desinchar completamente depois de 6 meses. Após a lipo as pacientes apresentam edema intenso nos primeiros 10 dias, que vai regredindo progressivamente com o passar dos meses. Estima-se que com 30 dias 60% do edema desapareça; com 3 meses 80%; com 6 meses 100% do edema já regrida. Dessa forma só se pode falar em resultado final de lipo após 6 meses de recuperação pós-operatória.

  • A Tempo Cirurgia Plástica faz mini-lipo?

  • Sim. A mini-lipo é uma lipoaspiração com características particulares. É realizada sob anestesia local e restrita a uma área pequena do corpo. A paciente usualmente vai embora para casa no mesmo dia e retoma as suas atividades cotidianas rapidamente. A mini-lipo é especialmente indicada para pacientes magras que apresentam gordura localizada em apenas uma pequena região, como nos culotes, por exemplo.

  • Fiz redução de estômago e depois abdominoplastia (plástica do abdômen), mas a minha barriga continua flácida. Por quê?

  • Pacientes que já se submeteram à cirurgia bariátrica (redução de estômago) apresentam muita flacidez de pele que nem sempre pode ser retirada de uma só vez na abdominoplastia (plástica do abdômen). Além disso, essas pacientes apresentam uma alteração significativa na qualidade da pele, que volta a ficar flácida mesmo depois de cirurgias plásticas. Isso não quer dizer que quem já se submeteu à cirurgia bariátrica não vá ficar com o abdômen bonito. A paciente apenas deve se preparar para a possibilidade de realizar novas cirurgias plásticas para melhorar o resultado. A equipe da Tempo Cirurgia Plástica atende muitas pacientes que já foram obesas e que hoje levam uma vida saudável e com uma autoestima elevada.

  • Fiz uma abdominoplastia (plástica da barriga) e estou com um líquido acumulado abaixo da pele. O que é isso?

  • Isso é o seroma. O seroma é o acúmulo de líquido nas áreas operadas. Ele pode ocorrer mais frequentemente nas abdominoplastias (plástica do abdômen) ou, mais raramente, na lipo. O seroma deve ser drenado por um médico ou enfermeira treinada com o uso de agulha e seringa e não significa uma complicação cirúrgica.

  • Operei o abdômen e a minha sensibilidade está alterada. Isso é normal?

  • Frequentemente após as cirurgias do contorno corporal (lipo e plástica do abdômen) observa-se uma alteração transitória na sensibilidade da região. Essa alteração é usualmente transitória e a sensibilidade vai voltando ao normal com o passar de 2 a 3 meses. Em raros casos pode haver alteração definitiva na sensibilidade do abdômen, principalmente próximo à cicatriz das abdominoplastias.

  • Operei meu abdômen (abdominoplastia) há 10 dias e está saindo um pouco de líquido pela minha cicatriz. Isso é normal?

  • Sim. É frequente a saída de líquidos avermelhados ou amarelados pela cicatriz até 20 dias após a operação, sem que isso seja um problema. Caso isso venha acompanhado de febre, aumento da dor, vermelhidão e mal-estar, você deve procurar nossos médicos. Caso contrário, mantenha os cuidados com a cicatriz conforme orientação da equipe Tempo Cirurgia Plástica.

  • Operei o meu abdômen (abdominoplastia) há 4 meses e minha cicatriz está muito vermelha e dura. Isso é queloide?

  • Não. Isso é uma fase natural da cicatrização. Todos passam por essa fase em que a cicatriz pode ficar dura, alta, vermelha ou escura. Com o passar do tempo e com o uso de pomadas apropriadas prescritas pela equipe da Tempo Cirurgia Plástica, a sua cicatriz vai clareando gradualmente até completar cerca de 1 ano. A partir de então a cicatriz tende a ficar uma linha clara e pouco perceptível.

  • Estou na dúvida de como fazer os meus curativos. Qual é a rotina da equipe Tempo Cirurgia Plástica?

  • Primeiramente a cicatriz deve permanecer coberta por curativo com gaze e sem ser molhada por 24h. A partir de então o curativo com gaze é trocado diariamente após o banho até que a cicatriz esteja sem crostas e completamente fechada. Isso acontece entre 2 e 10 dias. A partir de então o curativo passa a ser feito apenas com micropore colado direto sobre a cicatriz e trocado uma vez por semana. Ele pode ser molhado normalmente e deve ser secado e limpo com álcool após o banho. Esse tipo de curativo apenas com micropore é o único tratamento para a cicatriz até três meses após a operação. A partir de três meses não é mais necessário o uso de curativos e inicia-se o uso de cremes.

  • Como devo cuidar da minha cicatriz a partir de três meses após a operação?

  • Até o terceiro mês após a operação você deve manter apenas curativo com micropore cobrindo a sua cicatriz. Entre 3 e 6 meses a cicatriz tende a ficar vermelha, endurecida ou escura. Nessa fase cada pessoa precisa de um tratamento específico para a cicatriz. A Equipe Tempo Cirurgia Plástica prescreve cremes para a fase de 3 a 6 meses e depois outro tipo de creme para a fase e 6 meses a 1 ano. A escolha desses tratamentos é individualizada e feita mediante exame clínico.

Para você

Radiofrequência pulsada multiagulhada para rejuvenescimento da área orbicular

Radiofrequência pulsada multiagulhada para rejuvenescimento da área orbicular

Você conhece as cirurgias de Mamiloplastia e Areoloplastia?

Você conhece as cirurgias de Mamiloplastia e Areoloplastia?

Quantas vezes ao dia devo lavar o rosto?

Quantas vezes ao dia devo lavar o rosto?

​Alterações na cor das unhas: conheça as causas do problema

​Alterações na cor das unhas: conheça as causas do problema