(31) 3658-6444(31) 99968-6444

Mamoplastia Redutora e Mastopexia  

São procedimentos cirúrgicos indicados para pacientes que têm como objetivo reduzir o volume das mamas ou levantá-las.

A mamoplastia redutora é realizada quando o volume mamário é considerado grande pela paciente e também em casos de gigantomastia, que ocorrem quando o volume mamário é muito exagerado e pode causar deformações e dores na coluna. O tamanho final das mamas deve ser discutido com a paciente antes do procedimento, pois é possível moldá-lo ao que se espera.

Já a mastopexia é um procedimento realizado quando o volume das mamas não é grande, mas o bico está caído e apresenta uma dobra abaixo das mamas. Também é possível combinar a mastopexia com a prótese de silicone, quando a paciente deseja aumentar o volume das mamas ou torná-las mais firmes. 

Na grande maioria dos casos, cirurgias das mamas não alteram as suas funções fisiológicas. A assimetria entre as mamas também pode ser reduzida, mas o procedimento não as iguala completamente.

 

Arquivos

Clique nos documentos abaixo para fazer o download.

Pré-operatório

Pós-operatório

Perguntas frequentes

  • O silicone levanta as mamas?

  • Não. Pacientes com ptose mamária (queda das mamas) devem ser submetidas a Mastopexia.  

  • Em qual posição é colocada a prótese de silicone?

  • O implante mamário pode ser posicionado anteriormente ou posteriormente ao músculo peitoral. Essa escolha é feita no momento da consulta médica, variando de acordo com as individualidades de cada paciente.

  • Tenho que trocar a minha prótese em quantos anos?

  • Usualmente as próteses são trocadas a cada 10 anos. No entanto, transcorrido esse período, caso não haja alterações nos exames físico e de imagem das mamas, os implantes podem ser mantidos por tempo indeterminado. 

  • As cirurgias das mamas impedem a amamentação?

  • Usualmente não, especialmente nas Mamoplastias de aumento. Após as Mamoplastias redutoras e as Mastopexias, pode haver alguma dificuldade de amamentar. 

  • As mamas podem cair depois das mamoplastias?

  • Sim. Tanto após Mamoplastias de aumento quanto após Mastopexias e Mamoplastias redutoras, o tecido mamário continua sob ação da força da gravidade e pode sofrer ptose (queda) com o passar do tempo.      

  • Operei as mamas e a minha sensibilidade está alterada. Isso é normal?

  • Frequentemente, após as cirurgias das mamas (silicone, redução das mamas), observa-se uma alteração transitória na sensibilidade da região. Essa alteração é usualmente transitória e a sensibilidade vai voltando ao normal com o passar de 2 a 3 meses. Em raros casos pode haver alteração definitiva na sensibilidade das mamas após mamoplastias.

  • Operei as minhas mamas (silicone ou redução das mamas) há 10 dias e está saindo um pouco de líquido pela minha cicatriz. Isso é normal?

  • Sim. É frequente a saída de líquidos avermelhados ou amarelados pela cicatriz até 20 dias após a operação, sem que isso seja um problema. Caso isso venha acompanhado de febre, aumento da dor, vermelhidão e mal-estar, você deve procurar nossos médicos. Caso contrário, mantenha os cuidados com a cicatriz conforme orientação da equipe da Tempo Cirurgia Plástica.

  • Operei as minhas mamas (silicone ou redução das mamas) e estou sentindo mais dor de um lado do que do outro. Isso é normal?

  • Sim. É normal após cirurgia de silicone ou de redução das mamas que a dor seja mais intensa de um lado do que do outro. Isso se deve ao fato de que a inervação das mamas é levemente assimétrica. Você deve se preocupar e procurar nossos médicos caso essa dor seja muito intensa e venha acompanhada de aumento súbito e intenso do volume de uma das mamas.

  • Operei as minhas mamas (silicone ou redução das mamas) há 3 meses e às vezes ainda sinto uma dor dependendo dos movimentos que faço. Isso é normal?

  • Sim. É frequente a sensação de fincada, pontada, repuxado e até algo semelhante a vibração nas mamas após silicone ou redução das mamas, mesmo meses depois da operação, não representando uma complicação cirúrgica. Entretanto, caso essa dor passe a ser contínua e acompanhada de endurecimento das mamas você deve procurar o seu médico.

  • Operei as minhas mamas (silicone ou redução das mamas) há 4 meses e minha cicatriz está muito vermelha e dura. Isso é queloide?

  • Não. Isso é uma fase natural da cicatrização. Todos passam por essa fase em que a cicatriz pode ficar dura, alta, vermelha ou escura. Com o passar do tempo e com o uso de pomadas apropriadas prescritas pela equipe da Tempo Cirurgia Plástica, a sua cicatriz vai clareando gradualmente até completar cerca de 1 ano. A partir de então a cicatriz tende a ficar uma linha clara e pouco perceptível.

  • Fiz mamoplastia da aumento (silicone) há 3 anos e as minhas mamas estão muito duras e doloridas. Isso é normal?

  • Não. Isso pode ser uma alteração chamada contratura capsular ou encapsulamento. É uma contração da cápsula cicatricial que envolve o silicone e ocorre em cerca de 2% dos casos de mamoplastia de aumento (silicone). Nos estágios iniciais pode ser tratada com medicamentos e fisioterapia. Em casos mais avançados deve-se trocar o silicone. A contratura capsular era muito mais frequente há 20 anos, chegando a acometer 15 a 20% das mulheres com próteses de silicone. Atualmente, com o avanço tecnológico na produção dos implantes de silicone, essa complicação ficou bem mais rara.

  • Gostaria de reduzir e levantar minhas mamas. É possível obter um bom resultado sem silicone?

  • Sim. Especialmente em pacientes jovens é possível realizar uma mamoplastia redutora ou uma mastopexia (levantar as mamas) sem o uso do silicone e obter um resultado muito agradável. O silicone tem como função essencial aumentar as mamas. O silicone não tem a função de levantar as mamas ou mantê-las por mais tempo levantadas. Pelo contrário, quanto maior o volume dos implantes de silicone, maior a probabilidade de as mamas caírem ao longo dos anos.

  • Estou na dúvida de como fazer os meus curativos. Qual é a rotina da equipe Tempo Cirurgia Plástica?

  • A rotina de curativos da equipe Tempo Cirurgia Plástica para cirurgias da mama e do contorno corporal é a seguinte: primeiramente a cicatriz deve permanecer coberta por curativo com gaze e sem ser molhada por 24h. A partir de então o curativo com gaze é trocado diariamente após o banho até que a cicatriz esteja sem crostas e completamente fechada. Isso acontece entre 2 e 10 dias. A partir de então o curativo passa a ser feiro apenas com micropore colado direto sobre a cicatriz e trocado uma vez por semana. Ele pode ser molhado normalmente e deve ser secado e limpo com álcool após o banho. Esse tipo de curativo apenas com micropore é o único tratamento para a cicatriz até três meses após a operação. A partir de três meses não é mais necessário o uso de curativos e inicia-se o uso de cremes. 

  • Como devo cuidar da minha cicatriz a partir de três meses após a operação?

  • Até o terceiro mês após a operação você deve manter apenas curativo com micropore cobrindo a sua cicatriz. Entre 3 e 6 meses a cicatriz tende a ficar vermelha, endurecida ou escura. Nessa fase cada pessoa precisa de um tratamento específico para a cicatriz. A equipe da Tempo Cirurgia Plástica prescreve cremes para a fase de 3 a 6 meses e depois outro tipo de creme para a fase de 6 meses a 1 ano. A escolha desses tratamentos é individualizada e feita mediante exame clínico.

Para você

Saiba mais sobre os bioestimuladores de colágeno

Saiba mais sobre os bioestimuladores de colágeno

Como cuidar do ressecamento da pele no inverno?

Como cuidar do ressecamento da pele no inverno?

Como aumentar os lábios de forma efetiva e segura?

Como aumentar os lábios de forma efetiva e segura?

Como tratar a Dermatite Atópica?

Como tratar a Dermatite Atópica?